Julho, 2017

FIC

Será uma das maiores apostas num festival de cultura feito em Portugal. O FIC passa a ter 30 dias, um mês inteiro dedicado à Cultura! Da literatura à música, passando pelo teatro, cinema, exposições, animação infantil, noites de poesia, artes de rua e eventos de gastronomia, bem como uma inovadora Festa do Livro.O grande esforço programático não se traduz apenas na quantidade mas, sobretudo, na qualidade. Aproveitando a experiência das edições anteriores, nas quais o número de visitantes mais que duplicou, neste ano  o FIC tem mais e melhor programação.
As primeiras sessões do ciclo de debates e encontros com escritores, uma das áreas principais do FIC, estão agendadas para os dias 2 e 3, respectivamente com a escritora indiana Arundhati Roy, que conversará com a jornalista Ana Daniela Soares, e com a romancista francesa Maylis de Kerangal, em conversa com Pedro Vieira e com Inês Pedrosa, curadora desta parte do festival. Até dia 30 de setembro haverá encontros com relevantes vozes da cultura e do pensamento nacional e mundial, estando confirmados mais de 40 convidados nacionais e estrangeiros.
Na música estão previstos 12 concertos, mais do dobro dos realizados em 2016. Da pop à música clássica, estão confirmados alguns dos principais artistas portugueses. 
O cinema volta a ter um lugar especial, estando agendado um ciclo de cinema ao ar livre (junto à muralha da Cidadela) com uma programação assente em alguns dos grandes êxitos da temporada cinematográfica, bem como um ciclo de cinema de autor. Ambos de entrada livre.
O Teatro no FIC estará, uma vez mais, a cargo do Teatro Experimental de Cascais, com duas noites dedicadas a Camões e a inclusão, no programa, da 2ª Mostra de Teatro Jovem.
Os magníficos espaços de que Cascais dispõe para receber iniciativas culturais também foram cuidadosamente escolhidos. Assim, à Casa das Histórias Paula Rego, que continuará a ser o palco do ciclo de encontros e debates com escritores, ao Centro Cultural de Cascais, ao Casino Estoril, parceiro FIC, ou ao Museu Condes de Castro Guimarães, vêm agora juntar-se a Casa de Santa Maria, o Jardim da Parada, a Casa Sommer ou o Jardim do Museu do Mar como locais de apresentação da programação do festival.
Manter-se-ão no programa do FIC eventos com tradição forte em Cascais, tais como o Muraliza, e incluir-se-ão novas iniciativas como o Out///fest 2017, dedicado à música electrónica,  ou a Portuguese Makers Craft Week, o primeiro evento que reúne Artesãos, Arquitectos e Designers nacionais e internacionais.
A excelente programação de exposições promovidas pela Fundação D. Luís I integra, igualmente, o programa do FIC: estarão patentes 11 exposições de pintura, fotografia, banda desenhada e livros de artista.
A programação do FIC, em que a generalidade das actividades é de entrada gratuita, resulta de um esforço conjunto da LeYa, da Câmara Municipal de Cascais e da Fundação Dom Luís I.
Realizado desde 2015, o FIC promove o encontro entre o grande público e o melhor da cultura, trazendo a Cascais um conjunto alargado de grandes figuras da cultura nacional e internacional.
Ofereça livros perfeitos
Ofereça livros perfeitos Fale-nos sobre a pessoa a quem quer oferecer livros.
O resto é por nossa conta.
Ofereça livros perfeitos