Junho, 2017

Prémio Camões 2017

O poeta e escritor Manuel Alegre venceu hoje, 8 de junho, o Prémio Camões 2017. A atribuição da maior distinção da língua portuguesa ao autor, cuja obra é publicada em Portugal pela LeYa/Dom Quixote, foi esta tarde anunciada na Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. O prémio reconhece a "vasta obra literária, traduzida e publicada em diversos países".
O Prémio Camões, instituído por Portugal e pelo Brasil em 1989, é o maior prémio de prestígio da língua portuguesa. Com a sua atribuição, é prestada anualmente uma homenagem à literatura em português, recaindo a escolha num escritor cuja obra contribua para a projeção e reconhecimento da língua portuguesa.
O júri da 29ª edição do Prémio Camões foi constituído por Paula Morão, professora catedrática da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (Portugal); Maria João Reynaud, professora associada jubilada da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (Portugal); Leyla Perrone-Moisés, professora emérita da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (Brasil); José Luís Jobim, professor aposentado da Universidade Federal Fluminense e da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Brasil); pelos PALOP, Lourenço do Rosário, Doutor em Literaturas Africanas pela Universidade de Coimbra e Reitor da Universidade Politécnica de Maputo (Moçambique); José Luís Tavares, poeta (Cabo Verde). 
A LeYa e a Dom Quixote expressam a sua enorme satisfação e orgulho pela distinção hoje anunciada. Ao poeta endereçamos as mais calorosas felicitações!
Ofereça livros perfeitos
Ofereça livros perfeitos Fale-nos sobre a pessoa a quem quer oferecer livros.
O resto é por nossa conta.
Ofereça livros perfeitos