EVA Gª SÁENZ URTURI

Eva G. Sáenz de Urturi é atualmente uma das mais conhecidas autoras espanholas. Viu o seu primeiro romance, La Saga de los Longevos, ser rejeitado por várias editoras. Acabou por publicá-lo numa edição de autor, que se tornaria um sucesso na Amazon. Foi o primeiro passo para o reconhecimento internacional.
Em 2014 saiu Los Hijos de Adán, e ainda o romance histórico Pasaje a Tahití. Em 2016, e após ter ingressado na Academia de Polícia, publicou O Silêncio da Cidade Branca, primeira obra de uma trilogia protagonizada pelo profiler Kraken.
O thriller, além de aclamado pela crítica, tornou-se um enorme sucesso comercial – com mais de um milhão de exemplares vendidos só em Espanha, foi traduzido em mais de 30 países e também adaptado ao cinema. Seguiram-se Os Rituais da Água e Os Senhores do Tempo. Em 2020 recebeu o Prémio Planeta pelo romance histórico Aquitânia, sucedendo a Javier Cercas.
Ler mais Ler menos

EVA Gª SÁENZ URTURI

Biografia

Eva G. Sáenz de Urturi é atualmente uma das mais conhecidas autoras espanholas. Viu o seu primeiro romance, La Saga de los Longevos, ser rejeitado por várias editoras. Acabou por publicá-lo numa edição de autor, que se tornaria um sucesso na Amazon. Foi o primeiro passo para o reconhecimento internacional.
Em 2014 saiu Los Hijos de Adán, e ainda o romance histórico Pasaje a Tahití. Em 2016, e após ter ingressado na Academia de Polícia, publicou O Silêncio da Cidade Branca, primeira obra de uma trilogia protagonizada pelo profiler Kraken.
O thriller, além de aclamado pela crítica, tornou-se um enorme sucesso comercial – com mais de um milhão de exemplares vendidos só em Espanha, foi traduzido em mais de 30 países e também adaptado ao cinema. Seguiram-se Os Rituais da Água e Os Senhores do Tempo. Em 2020 recebeu o Prémio Planeta pelo romance histórico Aquitânia, sucedendo a Javier Cercas.
Ler mais Ler menos