Há Prendisajens com o Xão - eBook

O segredo húmido da lesma & outras descoisas

Há Prendisajens com o Xão - eBook

O segredo húmido da lesma & outras descoisas

Poema Chão

         palavras para Manuel de Barros

 apetece-me des-ser-me;
 reatribuir-me a átomo.
 cuspir castanhos grãos
 mas gargantadentro;
 isto seja: engolir-me para mim
 poucochinho a cada vez.
 um por mais um: areios.
 assim esculpir-me a barro
 e re-ser chão. muito chão.
 apetece-me chãonhe-ser-me.


Ondjaki nasceu em Luanda em 1977. Prosador. Às vezes poeta. Co-realizou um documentário sobre a cidade de Luanda (Oxalá Cresçam Pitangas – Histórias de Luanda).
É membro da União dos Escritores Angolanos. Está traduzido em francês, espanhol, italiano, alemão, inglês, sérvio, sueco e chinês. Prémio Literário Sagrada Esperança 2004 (Angola) e Prémio Literário António Paulouro 2004, com 'E Se Amanhã O Medo' (contos); Grande Prémio de Conto «Camilo Castelo Branco» C. M. de Vila Nova de Famalicão/APE 2007, com 'Os Da Minha Rua'; o Grinzane for Africa Prize – Young Writer 2008 (pelo conjunto da obra); Prémio FNLIJ Brasil 2010 e, também em 2010, o prémio JABUTI (Brasil), na categoria Juvenil, com 'AvóDezanove e o Segredo do Soviético' (romance); e o Prémio Bissaya Barreto de Literatura para a Infância, 2012, com A Bicicleta Que Tinha Bigodes. Em 2013, com Os Transparentes, ganhou o Prémio José Saramago.

Ler mais
eBook
€ 5,49
Comprar

Ano de Edição / Impressão / 2002
Formato / PDF
ISBN / 9789722123815
Editora / CAMINHO
Autor
Ondjaki nasceu em Luanda em 1977.
Prosador, às vezes poeta. Co-realizou um documentário sobre a cidade de Luanda (Oxalá Cresçam Pitangas – Histórias de Luanda).
É membro da União dos Escritores Angolanos, membro honorário da Associação de Poetas Húngaros e cofundador da Associação Protectora do Anonimato dos Gambuzinos.
Está traduzido em francês, espanhol, italiano, alemão, inglês, sérvio, sueco e chinês.
Conta já com diversos prémios entre os quais: Prémio Literário Sagrada Esperança 2004 (Angola) e Prémio Literário António Paulouro 2004, com 'E Se Amanhã O Medo' (contos); Grande Prémio de Conto «Camilo Castelo Branco» C. M. de Vila Nova de Famalicão/APE 2007, com 'Os Da Minha Rua'; o Grinzane for Africa Prize – Young Writer 2008 (pelo conjunto da obra); Prémio FNLIJ Brasil 2010 e, também em 2010, o prémio JABUTI (Brasil), na categoria Juvenil, com 'AvóDezanove e o Segredo do Soviético' (romance); e o Prémio Bissaya Barreto de Literatura para a Infância, 2012, com A Bicicleta Que Tinha Bigodes. Em 2013, com Os Transparentes, ganhou o Prémio José Saramago.