VIDA DE REMBRANDT (A)

letras_leya
12
Letras

VIDA DE REMBRANDT (A)

Van Dongen foi, ele próprio, um pintor; vemo-lo hoje em museus de todo o mundo, mas bastante mais no Hermitage de São Petersburgo e no Púskine de Moscovo, e com uma permanente e generosa presença no Novo Museu de Belas Artes do Mónaco. Associamo-lo sobretudo a retratos de mulheres com olhos que um traço carbonoso sublinha na sua sensualidade insolente, e que imaginamos saídas de uma noite mal dormida em lençóis amarrotados. [...] Em 1927, exteriormente a esta profusão de retratos publicou uma Vida de Rembrandt; um texto quase sempre sedutor e formalmente desarrumado (como nos é pedido enfaticamente para notarmos), confronto entre dois holandeses que pintaram até um limite de forças e em muitos dos seus passos - os que falam de mulheres, dinheiro, da encomenda de retratos, da inveja maledicente dos colegas do ofício - não ilude o impulso de Van Dongen se rever no biografado. Não é uma biografia, se lhe pedirmos que se ajuste às exigências da mais ortodoxa acepção desta palavra; Van Dongen entrega-se aqui à construção de uma imagem predominante sobre todas as outras que encontramos nas complexidades de um pintor e de um homem.
Ler mais
€ 12,00

EXCLUSIVO LEYA EXPRESS

Valide aqui o seu código postal

-
OK
Ano de Edição / Impressão / 2020
Número Páginas / 128

Dimensões / 10 x 10 x 10 mm
ISBN / 9789898833518
Editora / SISTEMA SOLAR