Sinopse
«Para o bem e para o mal, Portugal vive um momen­to de grande euforia gastronómica. Se é verdade que hoje, ao contrário do que acontecia há 50 anos, já é possível encontrar na restauração cozinha tradicional em todo o país, não é menos verdade de que o risco de desfiguração e perda se tornou superlativo. Não pensem que têm pela frente a padeira de Al­jubarrota da cozinha tradicional, inflexível a qualquer mudança. Apenas se pede que separem as águas - a chamada cozinha de autor não tem memória, é por re­gra, irrepetível. A tradicional é factor de identificação de uma região, de um grupo, de um país, e quer-se bem copiada.»
Maria de Lourdes Modesto
Ler mais Ler menos

Detalhes

  • ISBN: 9789896607227
  • Editora: OFICINA DO LIVRO
  • Ano de Edição / Impressão: 2021
  • Dimensões: 242 x 159 x 20 mm
  • Páginas: 196
O autor
Iniciou a sua carreira televisiva em 1958. Na RTP apresentou, ao longo de doze anos, o mais popular programa culinário de que há memória no país. Foi a pioneira portuguesa do live cooking

O sucesso do formato, que partia da sua paixão pela cozinha alentejana, levou-a a alargar horizontes e a estudar a culinária francesa e as tradições gastronómicas portuguesas. 
Escreveu vários livros, dos quais se destacam a Grande Enciclopédia da Cozinha, Cozinha Tradicional Portuguesa (o livro de culinária mais vendido em Portugal) e Receitas Escolhidas. 

É conhecida como «A Diva da Gastronomia Portuguesa». Em 2004 foi nomeada Comendadora da Ordem do Mérito.
Ler mais Ler menos