Dentro da Loja Mágica

letras_leya
16
Letras

Dentro da Loja Mágica

Um neurocirurgião à descoberta  dos caminhos secretos para a alma.

James Doty cresceu pobre, numa terreola no deserto da Califórnia. O pai era alcoólico e a mãe, com depressão crónica, tentara suicidar-se várias vezes. Certo dia, quando tinha doze anos, entrou numa velha loja de magia. Queria comprar um polegar de plástico, para ensaiar um número. A senhora por trás do balcão simpatizou com aquele miúdo franzino. E propôs-lhe ensinar-lhe a verdadeira magia. Não os truques de circo, mas sim a capacidade de olhar para dentro e perceber a linguagem do coração...
O miúdo aceitou. Durante seis semanas, todos os dias, ia religiosamente bater-lhe à porta. E todos os dias aprendia uma nova lição. Estávamos em 1968. Pouco se falava de meditação ou mindfulness, pensamento positivo ou visualizações. Mas era essa a “magia” que o rapaz de 12 anos começou a aprender.
Passadas três décadas, o Dr. James Doty era já um dos mais respeitados neurocirurgiões americanos. E rico, muito rico. Conseguira lá chegar cumprindo os ensinamentos da misteriosa “professora”. Mas, algures a meio do caminho, começou a negligenciar o poder da verdadeira “magia”. E pagou um preço elevado.
A história de James Doty – hoje professor catedrático de Neurocirurgia na Universidade de Stanford – é absolutamente real. É a história de um homem que tudo teve e tudo perdeu. E que soube reencontrar o caminho recuperando a memória de infância e as lições inesquecíveis daquela mulher misteriosa, que nunca mais viria a encontrar.
E ao recordar-nos a sua maravilhosa história de vida, o cirurgião oferece-nos por sua vez a lição mais importante que aprendeu: de nada vale um cérebro brilhante, se não soubermos sentir o coração.
Ler mais
eBook
€ 10,99
Comprar
Ano de Edição / Impressão / 2017
Número Páginas / 232

Dimensões / 235 x 14 x 157 mm
ISBN / 9789892338316
Editora / LUA DE PAPEL
Autor
James R. Doty é médico e professor no Departamento de Neurocirurgia da Universidade de Stanford e diretor do Centro de Investigação e Educação da Compaixão e Altruísmo (CCARE), do qual o Dalai Lama foi benfeitor. É igualmente um filantropo que fundou clínicas médicas pelo mundo e criou bolsas e cátedras em diversas universidades. Faz parte dos conselhos de uma série de organizações sem fins lucrativos, incluindo a Charter for Compassion International e a Fundação Dalai Lama.