Sinopse
Um texto de história comparada que visa destacar os paralelismos entre dois fenómenos coevos. Por um lado, a célebre conquista do México pelo contingente espanhol comandado por Cortés e o fim do Império Asteca, cuja casa imperial tinha por símbolo a águia. Por outro, e este menos conhecido, a chegada dos Portugueses à China e o seu primeiro contacto com o Império do Meio. Se Cortés chega ao México em 1519, em 1520 chega a Nanquim uma embaixada portuguesa. Pegando nestes episódios e datas, Serge Gruzinski traça um quadro comparativo entre as duas sociedades, numa análise extensa que abarca a cultura, a economia e o poder militar. Uma obra preciosa para se perceber o impacto da expansão ibérica e as realidades que os dois povos da península encontraram em lados opostos do mundo, num movimento de expansão precursor da globalização.
Ler mais Ler menos

Detalhes

  • ISBN: 9789724418698
  • Editora: LIVRARIA ALMEDINA