Sinopse
Concórdia e conflito entre a Primeira República e o Catolicismo.«Valeu a pena estudar a fundo a separação Estado-Igreja Católica durante a Primeira República, pois quase nada fica de pé nas narrativas dominantes da vida política portuguesa contemporânea: - Os católicos portugueses desobedecem aos bispos portugueses e os bispos portugueses ao Papa - enquanto o catolicismo se diferencia e fortalece. - Afonso Costa é «convertido» ao cristianismo e surge-nos na sua verdadeira posição de salvador da Igreja. - D. Manuel II, o rei exilado, recebe pela primeira vez um papel central. - Os tradicionalistas e o Centro Católico aliam-se aos republicanos para evitarem o regresso da monarquia liberal. Partindo da separação, este livro propõe-nos uma renovada compreensão da Primeira República e do catolicismo português contemporâneo e, noutro plano, desafia-nos a reinterpretarmos o Estado Novo, o 25 de Abril e a modernidade portuguesa.» Luís Salgado de Matos
Ler mais Ler menos

Detalhes

  • ISBN: 9789722044936
  • Editora: DOM QUIXOTE
  • Ano de Edição / Impressão: 2011
  • Dimensões: 235 x 156 x 45 mm
  • Páginas: 4