As Vitórias Impossíveis na História de Portugal

Da Batalha de Aljubarrota à vitória de Eusébio contra a Coreia do Norte

As Vitórias Impossíveis na História de Portugal

Da Batalha de Aljubarrota à vitória de Eusébio contra a Coreia do Norte

Todos temos presente que Portugal tem uma História de grandes feitos, desproporcional à dimensão do país. Todos nos orgulhamos do sucesso que muitos Portugueses alcançam hoje pelo mundo. Mas talvez pensemos que essa grande História colectiva terminou num passado cada vez mais distante. E olhemos essas vitórias do presente como proezas individuais, que constituem a excepção à regra de um papel secundário a que o país se tem de conformar pelas condições geográficas e económicas de que dispõe. A verdade, porém, é que, ao longo de 900 anos de vida, Portugal nunca deixou de vencer. E alcançou as vitórias mais impressionantes precisamente quando as condições lhe eram mais adversas. Estas são dez histórias extraordinárias de Portugal. Dez grandes vitórias alcançadas em inferioridade numérica, militar, desportiva ou económica. Dez episódios protagonizados por Portugueses de diferentes tempos, em diferentes lugares, movidos por diferentes razões, com o mesmo resultado: o triunfo. Contra todas as apostas.


Alexandre Borges nasceu em Angra do Heroísmo e vive em Lisboa. É escritor e argumentista, licenciado em Filosofia e formador de Argumento. Escreveu para a televisão os documentários A Arte no Tempo da Sida, Um Homem Chamado Francisco Sá Carneiro, Ammaia – Em Busca do Tempo Perdido, as séries documentais Grandes Livros, Santos de Portugal, Voluntário e Nós Republicanos, entre outros, e integrou as equipas responsáveis por Zapping, Prós & Contras, Equador, CQC – Caia Quem Caia, Música Maestro ou 5 para a Meia-Noite. Colaborou com o Rádio Clube Português, O Inimigo Público e a revista Atlântico. Foi director do Cénico de Direito, encenador dos ACR Hipócritas, editor de cultura de A Capital e crítico de cinema do jornal i. É autor de Heartbreak Hotel (poesia), Todas as Viúvas de Lisboa (romance) e O Boato – Introdução Ao Pessimismo (aforismos).

Ler mais
€ 13,90
Na compra do livro leve também o eBook por apenas € 2,49
Comprar

eBook
€ 9,99
Comprar
Ano de Edição / Impressão / 2014
Número Páginas / 256

Dimensões / 236 x 18 x 157 mm
ISBN / 9789724622200
Editora / CASA DAS LETRAS
Autor
Alexandre Borges nasceu em Angra do Heroísmo e vive em Lisboa. É escritor e argumentista, licenciado em Filosofia e formador de Argumento. Escreveu para a televisão os documentários A Arte no Tempo da Sida, Um Homem Chamado Francisco Sá Carneiro, Ammaia – Em Busca do Tempo Perdido, as séries documentais Grandes Livros, Santos de Portugal, Voluntário e Nós Republicanos, entre outros, e integrou as equipas responsáveis por Zapping, Prós & Contras, Equador, CQC – Caia Quem Caia, Música Maestro ou 5 para a Meia-Noite. Colaborou com o Rádio Clube Português,  O Inimigo Público e a revista Atlântico. Foi director do Cénico de Direito, encenador dos ACR Hipócritas, editor de cultura de A Capital e crítico de cinema do jornal i. 
É autor de Heartbreak Hotel (poesia), Todas as Viúvas de Lisboa (romance) e O Boato – Introdução ao Pessimismo (aforismos).