Sinopse

O dicionário é a casa onde moram palavras.
As que limpam as janelas, as que gostam de beber café, as que trazem correntes de ar, as que fazem de lanterna no escuro, as que têm os pés pequenos, as que frequentam as árvores, as que pulam como sapos.
Entre as finas paredes do dicionário podemos admirá-las.
Investigar o que fazem elas da vida.
Alfabeticamente deitadas. Cada uma no seu quarto. Enquanto repousam do atarefado trabalho de andar de boca em boca, de cabeça em cabeça, de livro em livro.
Podemos contemplá-las a todas. Menos às que decidiram fugir. Há palavras que nasceram para ser pássaro.
Este livro vai atrás dessas que nunca se deixam apanhar.
Não para as prender. (Como se isso fosse possível?)
Somente para lhes tirar um retrato.

Ler mais Ler menos

Detalhes

  • ISBN: 9789722129206
  • Editora: CAMINHO
  • Ano de Edição / Impressão: 2018
  • Dimensões: 288 x 215 x 11 mm
  • Páginas: 64
O autor
Sandro William Junqueira (1974) nasceu em Umtali, na antiga Rodésia. É escritor, encenador, professor de expressão dramática, e autor de vários projetos de promoção do livro e da leitura. Publicou, na Caminho, os romance O Caderno do Algoz, 2009, Um Piano para Cavalos Altos, 2012, No Céu Não Há Limões, 2014, finalista do Grande Prémio de Romance e Novela APE; três livros para crianças: A Cantora Deitada, 2015, A Grande Viagem do Pequeno Mi, 2016, e As Palavras Que Fugiram do Dicionário, 2018 (Vencedor do Melhor Livro Infantil-Juvenil para o Prémio Autores 2018 - SPA). Quando as Girafas Baixam o Pescoço, 2017, Nomeado Melhor Romance para o Prémio Autores 2018 – SPA, e A Sangrada Família são os últimos romances.
Ler mais Ler menos