Napoleão Vem Aí!

Promo
10%

Napoleão Vem Aí!

Durante a primeira invasão francesa, a possível vinda de Napoleão a Portugal, após a fuga de Dom João VI para o Brasil, precipita uma grave crise no casamento de Ana e Miguel, que leva à morte da primeira.
Crime ou suicídio? Tal como a nação portuguesa, Ana e Miguel sofreram uma provação terrível, pois ele apoiava os ingleses e ela foi amante de vários franceses. Considerada uma traidora à pátria, terá Ana sido morta por um patriota ou será Miguel, o marido enganado, o principal suspeito, como acusa o general Galopim, pai de Ana?
Em setembro de 1808 e após a derrota dos exércitos de Napoleão na batalha do Vimeiro, o general Junot já deixou Lisboa, mas Miguel descobre que Ana planeava fugir para França, acompanhando a sua grande amiga, a Condessa da Ega, e o seu secreto amante francês.
Terá Ana amado o sanguinário general Loison, o célebre Maneta? Terá sido enfeitiçada por um vergonhoso ladrão de igrejas como o general Kellerman? Ter-se-á deslumbrado com o sanguinário Príncipe de Salm, a quem poucos viram a cara? Ou apaixonou-se por Junot, o excêntrico Duque de Abrantes, cuja ambição era ser rei de Portugal?
Ler mais

Os ebooks e audiobooks mais populares disponíveis na subscrição Kobo+e_Leya.

€ 16,11
PVP   € 17,90
Poupe € 1,79 (10%) Comprar

eBook
€ 11,69
PVP   € 12,99
Poupe € 1,30 (10%) Comprar
Novidade / -10% Promoção válida de 2021-04-27 a 2021-08-04
Ano de Edição / Impressão / 2021
Número Páginas / 336

Dimensões / 235 x 23 x 156 mm
ISBN / 9789896610418
Editora / CASA DAS LETRAS
Promoções Ativas: Novidades
Autor
AMARAL, DOMINGOS

DOMINGOS FREITAS DO AMARAL nasceu a 12 de outubro de 1967, em Lisboa. É pai de quatro filhos, três raparigas e um rapaz. Formado em Economia pela Universidade Católica Portuguesa, onde é atualmente professor da disciplina de Economia do Desporto (Sports Economics), tem também um mestrado em Relações Económicas Internacionais, pela Universidade de Columbia, em Nova Iorque.
Durante muitos anos foi jornalista, primeiro no jornal O Independente, onde trabalhou durante 11 anos, tendo depois sido diretor das revistas Maxmen, por sete anos, e GQ, durante quatro anos. Além disso colaborou como cronista em diversos jornais e revistas, como Diário de Notícias, Diário Económico, Grande Reportagem, City, Grazia, Invista, Fortuna, Correio da Manhã e Record.
Tem doze romances publicados, todos na Casa das Letras. Atualmente, é administrador da Escola Ave Maria e comentador na SportTV.