Sinopse
«Faz-me tristeza pensar eu que floresci nesta futilidade da novela...», escreveu Camilo referindo-se em 1879 ao Amor de Perdição. O que porém ali floresce é a arte de Camilo, sobretudo o que faz a sua grandeza: a liberdade do romancista diante da novela. Abel Barros Baptista Observações: EDIÇÃO de IVO CASTRO
Ler mais Ler menos

Detalhes

  • ISBN: 9789722723800
  • Editora: IMPRENSA NAC. CASA DA MOEDA