Setembro E Outros Contos

letras_leya
13
Letras

Setembro E Outros Contos

Em Setembro e Outros Contos Luísa Costa Gomes reúne alguns contos inéditos e outros publicados ao longo dos últimos anos. O livro está dividido em duas partes, sendo a primeira constituída por um conjunto de oito contos mais recentes de atmosfera e temática semelhantes, em torno da escrita e da sua possibilidade, da memória e dos seus fantasmas. A segunda parte do livro reúne textos mais curtos e de cariz mais humorístico.


Luísa Costa Gomes nasceu em Lisboa. Licenciada em Filosofia, foi professora do Ens. Secundário e dirigiu a FICÇÕES (revista de contos). É autora de romances, contos, crónicas e peças de teatro e libretos de ópera. O seu primeiro romance, O Pequeno Mundo, ganhou o Prémio Dom Dinis da Casa de Mateus e Olhos Verdes, o Prémio Máxima de Literatura. A obra Contos Outra Vez ganhou o Grande Prémio de Conto da Associação Portuguesa de Escritores. Publicou ainda, na Dom Quixote, os livros infantis A Galinha Que Cantava Ópera (2005), com ilustrações de Pierre Pratt, e Trava-Línguas (2006), com ilustrações de Jorge Nesbitt, o romance A Pirata (2006), sobre a aventurosa vida da pirata Mary Read, e o livro Setembro e Outros Contos (2007). O seu romance Ilusão (ou o que quiserem) (2009) recebeu, em 2010, o Prémio Literário Fernando Namora/Estoril Sol, «pela inovação e ágil registo estilístico», como referiu em acta o júri, e o Prémio de Ficção do PEN Clube.

Ler mais
Ano de Edição / Impressão / 2007

Dimensões / 235 x 07 x 155 mm
ISBN / 9789722034012
Editora / DOM QUIXOTE
Autor
Luísa Costa Gomes nasceu em Lisboa, em 1954. Licenciada em Filosofia, foi professora do Ensino Secundário e dirigiu a revista de contos FICÇÕES.
É autora de romances, contos, crónicas, teatro e de um libreto de ópera.
O seu primeiro romance, O Pequeno Mundo, ganhou o Prémio Dom Dinis da Casa de Mateus e Olhos Verdes, o Prémio Máxima de Literatura. A obra Contos Outra Vez ganhou o Grande Prémio de Conto da Associação Portuguesa de Escritores. O seu romance Ilusão (ou o que quiserem) (2009) recebeu, em 2010, o Prémio Literário Fernando Namora/Estoril Sol e o Prémio de Ficção do PEN Clube. Cláudio e Constantino (2014) venceu por unanimidade o Grande Prémio de Literatura dst 2015.