Tristano Morre

Uma vida

Tristano Morre

Uma vida

Uma casa de campo algures na Toscana. Um tórrido mês de Agosto no último ano do século XX. Tristano, um homem que combateu pela liberdade do seu país sob o nome de uma personagem de Leopardi, chama à sua cabeceira um escritor que em tempos se terá, aparentemente, inspirado nele para a feitura de um romance. Que é o heroísmo? Que é a cobardia? E a coragem? E a traição? Enquanto agoniza, oprimido pela gangrena e as cefaleias, sob o efeito da morfina que lhe é administrada, Tristano reconstitui um passado esquivo e esboça o panorama de sessenta anos de história da Itália.


Antonio Tabucchi nasceu em Pisa(1943-2012), onde fez os seus estudos, primeiro na Faculdade de Letras e depois na Scuola Normale Superiore. Ensinou nas Universidades de Bolonha, Roma, Génova e Siena. Foi Visiting Professor no Bard College de Nova Iorque, na École de Hautes Études de Paris e no Collège de France. Publicou 27 livros, entre romances, contos, ensaios e textos teatrais. As suas obras estão traduzidas em mais de 40 países. Recebeu numerosos prémios nacionais e internacionais. Sozinho, ou com Maria José de Lancastre, traduziu para italiano a obra de Fernando Pessoa. Considerando que a sua pátria é também a língua portuguesa, escreveu um romance em português, Requiem, 1991. O seu teatro foi levado ao palco, entre outros, por Giorgio Strehler e Didier Bezace. O Fio do Horizonte, Nocturno Indiano, Afirma Pereira e Requiem foram adaptados ao cinema respectivamente por Fernando Lopes, Alain Corneau, Roberto Faenza e Alain Tanner.

Ler mais
€ 14,90
Na compra do livro leve também o eBook por apenas € 2,49
Comprar

eBook
€ 4,99
Comprar
Ano de Edição / Impressão / 2007

Dimensões / 234 x 11 x 155 mm
ISBN / 9789722029063
Editora / DOM QUIXOTE
Promoções Ativas: Oferta de portes CTT48
Autor
Antonio Tabucchi (1943-2012) nasceu em Pisa, onde estudou, primeiro na Faculdade de Letras e depois na Scuola Normale Superiore.
Ensinou nas Universidades de Bolonha, Roma, Génova e Siena. Foi Visiting Professor no Bard College de Nova Iorque, na École de Hautes Études de Paris e no Collège de France.
Publicou 27 livros, entre romances, contos, ensaios e textos teatrais. Os seus livros estão traduzidos em mais de 40 idiomas. Recebeu numerosos prémios nacionais e internacionais. Sozinho, ou com Maria José de Lancastre, traduziu para italiano a obra de Fernando Pessoa.
Considerando que a sua pátria é também a língua portuguesa, escreveu um romance em português, Requiem, 1991. O Fio do Horizonte, Nocturno Indiano, Afirma Pereira e Requiem foram adaptados ao cinema respectivamente por Fernando Lopes, Alain Corneau, Roberto Faenza e Alain Tanner.