BIS - Mataram o Sidónio!

Livro de bolso
Promo
20%

BIS - Mataram o Sidónio!

Livro de bolso

Um romance inquietante e arrebatador, a homenagem ao grande português Sidónio Pais.

O assassínio do Presidente da República Sidónio Pais, ocorrido em 1918, é um mistério. Apesar de a polícia ter prendido um suspeito, este nunca foi julgado. A tragédia ocorreu quando Lisboa estava a braços com a pneumónica, a mortífera epidemia que atravessou o séc. XX e, ainda, na ressaca da Primeira Guerra Mundial. A cidade estava exaurida de fome e sofrimento. É neste ambiente magoado e receoso que Sidónio Pais é assassinado na estação do Rossio em Dezembro de 1918.
Francisco Moita Flores constrói um romance de amor e morte. Fundamentado em documentos da época, reconstrói o homicídio do Presidente-Rei, utilizando as técnicas forenses e que, de certa forma, continuam a ser reproduzidas em séries televisivas de grande divulgação sobre as virtualidades da polícia científica. Os resultados são inesperados e é um verdadeiro confronto com esse tempo e as verdades históricas que ao longo de décadas foram divulgadas, onde o leitor percorre os medos e as esperanças mais fascinantes dessa Lisboa republicana que despertava para a cidade que hoje vivemos.


Francisco Moita Flores é reconhecido do público pela sua obra literária e pelo seu trabalho como dramaturgo para televisão, cinema e teatro. Considerado pela crítica como o melhor argumentista do país, foi distinguido em Portugal e no estrangeiro pela qualidade da sua obra, foi condecorado pelo Presidente da República com o grau de Grande Oficial da Ordem do Infante pela carreira literária e pública. Colaborador em vários órgãos como comentador tem marcado a sua intervenção pelo rigor e clareza com que aborda os temas da sua especialidade.

Ler mais
€ 6,00
PVP   € 7,50
Poupe € 1,50 (20%) Comprar

Ano de Edição / Impressão / 2014
Número Páginas / 304

Dimensões / 190 x 16 x 125 mm
ISBN / 9789896603304
Editora / LEYA
Autor
FLORES, FRANCISCO MOITA
Francisco Moita Flores é dos autores de Língua portuguesa mais conhecido quer pela sua obra literária, que inscreve títulos como A Fúria das Vinhas, Segredos de Amor e Sangue, A Opereta dos Vadios, Mataram o Sidónio!, O Dia dos Milagres, entre muitos, quer pelos brilhantes trabalhos que escreveu para cinema e televisão, onde se recordam A Ferreirinha, Ballet Rose, Alves dos Reis, O Processo dos Távoras. Mestre na arte dos diálogos, as suas personagens ganham corpo e alma conforme se desenrola a narrativa dramática. 
Traduzido em várias línguas e várias vezes premiado em Portugal e no estrangeiro, foi distinguido com a condecoração de Grande Oficial da Ordem do Infante.
O seu livro O Mensageiro do Rei, marca trinta e cinco anos de carreira literária do autor. Um dos romances mais apaixonantes, e possivelmente, o mais intenso, da caminhada de sucessos que marcam a caminhada deste escritor pelo mundo das palavras.