Férias em Paris

Promo
10%

Férias em Paris

Do requinte da alta-sociedade britânica ao trágico submundo de Paris no início da II Guerra Mundial.

Charley Mason tem vinte e três anos e um futuro promissor. Vem de uma família abastada, é atraente, refinado e acaba de completar os estudos em Cambridge. Espera-o uma carreira de prestígio seguindo as pisadas do pai. Mas para já, Charley tenciona gozar umas férias de Natal em Paris, ansioso por desfrutar de alguma liberdade na primeira viagem que faz sozinho à cidade das luzes.
Logo à chegada, porém, o jovem percebe que as suas expectativas não se vão concretizar. O seu melhor amigo, Simon Fenimore, jornalista correspondente na capital francesa, transformou-se num homem agressivo e vive agora em abstinência física e emocional. Numa ida a um bordel, Simon apresenta Charley a Lydia, uma jovem russa, vítima da revolução do seu país e em acelerado processo de autodestruição. A sombra da II Guerra Mundial agiganta-se sobre a Europa e os dias em Paris estão já tingidos com as cores da melancolia.
Quando regressa a Inglaterra, Charley já não é um jovem alegre e despreocupado. Ganhou a experiência de vida das ruas e do submundo. Perdeu a inocência. Pouco depois, o mundo perdê-la-ia também.
Ler mais
€ 14,85
PVP   € 16,50
Poupe € 1,65 (10%) Comprar

eBook
€ 10,79
PVP   € 11,99
Poupe € 1,20 (10%) Comprar
Novidade / -10% Promoção válida de 2020-10-28 a 2021-02-10
Ano de Edição / Impressão / 2020
Número Páginas / 256

Dimensões / 234 x 17 x 156 mm
ISBN / 9789892349671
Editora / ASA
Autor
William Somerset Maugham (1874-1965) é um dos mais aclamados romancistas e dramaturgos ingleses do século XX. A sua escrita foi profundamente influenciada pelas viagens que o levaram um pouco por todo o mundo. Em 1928 comprou uma propriedade na Riviera francesa, onde recebeu as mais importantes figuras do mundo literário, social e político da sua época, e que seria a sua casa até ao ano da sua morte. 
Entre as suas obras mais conhecidas destacam-se Servidão Humana, O Fio da Navalha e O Véu Pintado. Em 1947 instituiu o Somerset Maugham Award, prémio que distinguiu, entre outros, escritores como V. S. Naipaul, Kingsley Amis, Martin Amis, Alan Hollinghurst, Julian Barnes e Zadie Smith. Muitos dos seus romances foram já adaptados ao cinema.