Luanda Fica Longe e outras Estórias Austrais

Brinde
letras_leya
15
Letras

Luanda Fica Longe e outras Estórias Austrais

De tudo poder ver, na sua isolação, o menino descobriu o pequeno segredo do comboio. E assim ele viu o que mais ninguém via, o que aos olhos do mundo não valia a pena: do vagão do comboio caíam grãos vivos de trigo. E cada grão caía casado com uma gota de nuvem. E no chão de areia quente do fogo do meio-dia, ao lado da linha do caminho-de-ferro, se alumiava uma nova linha de água e trigo vivo.
Então, o menino exaustivo, que se isentava na escola, começou a amealhar grãos de trigo húmido. Um dia demarcou no quintal da sua casa um pequeno talhão de meio metro quadrado e plantou os grãos de trigo. Aquela foi a sua primeira agrimensura. A sua alma estava cheia de engenharias agrónomas.
Ler mais
Ano de Edição / Impressão / 2016
Número Páginas / 200

Dimensões / 210 x 14 x 137 mm
ISBN / 9789722127882
Editora / CAMINHO
Promoções Ativas: Oferta de portes CTT48
Autor
José Luís Mendonça nasceu em Angola, no dia 24 de Novembro de 1955, na comuna da Mussuemba, município do Golungo Alto.
Licenciado em Direito pela Universidade Católica de Angola, é jornalista e poeta de profissão, actualmente vinculado às Edições Novembro, E.P., onde exerce o cargo de director e editor-chefe do jornal CULTURA, quinzenário angolano de Artes & Letras.
Autor de vários livros de poesia, de um conto e um romance, fez a sua aparição no mundo das Letras Angolanas com Chuva Novembrina, obra à qual foi atribuído em 1981 o Prémio Sagrada Esperança pelo INALD, Instituto Nacional do Livro e do Disco.
No ano de 2015 foi-lhe outorgado o Prémio Nacional de Cultura e Artes na categoria de Literatura.