Marido e Outros Contos

Promo
10%

Marido e Outros Contos

Foi com Marido e Outros Contos, em 1997, que Lídia Jorge deu início à sequência dos quatro volumes de contos até agora publicados. Mas, quer pela temática, quer pela forma, poderiam perfeitamente ter sido escritos no exacto momento em que nos encontramos. E isto porque as figuras das sete narrativas breves que compõem este livro, cuja 6.ª edição aqui apresentamos, dirigem-se ao âmago do mundo contemporâneo.
É nestas páginas que nos deparamos com alguns dos contos mais difundidos, traduzidos e adaptados de Lídia Jorge, entre eles, A Instrumentalina, A Prova dos Pássaros ou Testemunha. O mais significativo de todos, Marido, que integra várias antologias de contos contemporâneos, sendo um conto sobre a submissão, duro e cruel, é porventura o mais libertador de todos eles e o que melhor defende o dilema das mulheres ocidentais.
Mas também aqui se reúnem outras pequenas histórias – O Conto do Nadador ou António – que revelam ao leitor alguns traços de denúncia mas por onde perpassam, ao mesmo tempo, sopros de júbilo e sensualidade.
Ao lermos ou relermos os contos de Lídia Jorge presentes neste livro é como sentirmos que eles cumprem aquilo que se pede à Literatura – que se levantem do chão, pelo poder da palavra, os que estão destinados a não ser ninguém. Nesse sentido, como a própria autora tantas vez o tem dito, «toda a Arte é uma revolta contra a História».

É recomendado pelo Plano Nacional de Leitura para o 9.º ano de escolaridade.
Ler mais

Os ebooks e audiobooks mais populares disponíveis na subscrição Kobo+e_Leya.

€ 11,61
PVP   € 12,90
Poupe € 1,29 (10%) Comprar

Novidade / -10% Promoção válida de 2021-06-22 a 2021-10-06
Ano de Edição / Impressão / 2021
Número Páginas / 136

Dimensões / 210 x 10 x 136 mm
ISBN / 9789722072588
Editora / DOM QUIXOTE
Promoções Ativas: Novidades
Autor
JORGE, LÍDIA
Lídia Jorge estreou-se com a publicação de O Dia dos Prodígios em 1980, um dos livros mais emblemáticos da literatura portuguesa pós-revolução. Desde então tem publicado vários títulos nas áreas do romance, conto, ensaio e teatro.
Em 1988, A Costa dos Murmúrios abriu-lhe as portas para o reconhecimento internacional, tendo sido posteriormente adaptado ao cinema por Margarida Cardoso. Entre muitos outros, são de realçar títulos como O Vale da Paixão, O Vento Assobiando nas Gruas, Combateremos a Sombra ou Os Memoráveis, obra que tem sido considerada como uma poderosa metáfora da deriva portuguesa das últimas décadas.
Aos seus livros têm sido atribuídos os principais prémios nacionais, alguns deles pelo conjunto da obra, como o Prémio da Latinidade, o Grande Prémio da Sociedade Portuguesa de Autores - Millenium BCP, ou mais recentemente o Prémio Vergílio Ferreira de 2015. No estrangeiro, entre outros, Lídia Jorge venceu em 2006 a primeira edição do prestigiado prémio ALBATROS da Fundação Günter Grass e, em 2015, o Grande Prémio-Luso Espanhol de Cultura.