O Desassossego da Noite

Promo
20%

O Desassossego da Noite

Quando Cas rogou aquela praga a Matthies por não a querer levar com ele a patinar, nunca pensou que funcionasse.
E agora sente-se profundamente culpada: porque o gelo estava demasiado quebradiço e um acidente levou para sempre o seu irmão mais velho. Contudo, além da culpa insuportável que, como o seu casaco apertado até ao queixo, não mais a deixará, Cas verá a dor abater-se de forma implacável sobre os pais, um casal profundamente conservador e devoto que quer acreditar que Deus chamou Matthies para junto dele, mas que não consegue, mesmo assim, deixar de ficar paralisado pelo desgosto, sem se aperceber de que os outros filhos – Cas, Hanna e Obbe – se vão afastando lentamente da família para encontrar, no abandono a que foram votados, estratégias que lhes permitam lidar com a tragédia e sobreviver ao luto, mesmo que isso implique muitas vezes violência e desassossego.
Tendo como pano de fundo a zona rural dos Países Baixos, de onde a autora é originária, este é um romance de estreia absolutamente invulgar pela sua maturidade.
Inspirado num episódio autobiográfico, O Desassossego da Noite, descrito como a «evocação terna e visceral de uma infância presa entre a vergonha e a salvação» pelo presidente do júri do Man Booker International Prize, que lhe foi atribuído, revela «talento e habilidade eletrizantes» e «ganha força» a cada nova leitura, sendo por isso «um vencedor profundamente merecedor».
Ler mais

Os ebooks e audiobooks mais populares disponíveis na subscrição Kobo+e_Leya.

€ 12,40
PVP   € 15,50
Poupe € 3,10 (20%) Comprar

eBook
€ 10,99
Comprar
Ano de Edição / Impressão / 2021
Número Páginas / 272

Dimensões / 235 x 19 x 158 mm
ISBN / 9789722072007
Editora / DOM QUIXOTE
Autor
Marieke Lucas Rijneveld (1991) é já considerada uma das grandes vozes da nova literatura neerlandesa. Cresceu na província de Brabante do Norte, nos Países Baixos, no seio de uma família de agricultores pertencentes à Igreja Reformada, e mora atualmente em Utrecht. Estudou Neerlandês na Faculdade de Educação de Utrecht e na Schrijversvakschool de Amsterdão. Além de se dedicar à escrita, Marieke trabalha numa vacaria.
Em 2015, estreou-se com a coletânea de poemas Kalfsvlies e foi galardoada com o Prémio C. Buddingh para melhor estreia em poesia. O seu segundo livro de poemas, Fantoommerrie (2019) recebeu o Prémio Ida Gerhard de Poesia 2020.
Publicou o seu romance de estreia, O Desassossego da Noite, em 2018, recebendo o ANV Debutantenprijs. A tradução inglesa deste romance (The Discomfort of Evening, traduzido por por Michele Hutchison) venceu o conceituado Man Booker International Prize em 2020, tornando-a a mais jovem autora de sempre a vencer este galardão. Em novembro de 2021, publicou Mijn lieve gunsteling, o seu mais recente romance.