O Gato E O Rato

Brinde
letras_leya
15
Letras

O Gato E O Rato

"Os grandes líderes empresariais têm, hoje em dia, muito em comum com o presidente Kennedy. Enfrentam decisões monumentais em tempos inesperados; as suas acções têm implicações muito além das suas próprias organizações, e são julgados incessantemente e impiedosamente pela opinião pública e pelos meios de comunicação social. Todos os profissionais deveriam estudar os traços característicos de liderança que fez Kennedy um dos mais respeitados, amados e influentes líderes mundiais da história moderna. Este livro analisa as acções determinadas de Kennedy, antes e durante a sua presidência, uma força única e dominadora que iria influenciar os futuros líderes. Uma obra-prima onde a relação angustiada de um adolescente com o liceu se revela como representação radicalmente crítica da sociedade nacional-socialista da II Guerra Mundial. No romance O Gato e o Rato, Grass revela-se como mestre da pequena forma, da música de câmara literária. É o segundo título da chamadas «trilogia de Danzig», iniciada com a obra O Tambor e ao qual se seguiu O Cão de Hitler. Com um olhar retrospectivo lançado ao ano de 1959, Pilenz conta-nos acerca do admirado e desprezado colega de turma Mahlke, na Danzig dos tempos da guerra, cuja maçã-de-adão maior do que o normal faz dele uma espécie de figuar à margem. Mahlke era seguido, amado, invejado pelos seus colegas do liceu pela sua estranha postura em relação a Deus, à Virgem Maria e pela chave de parafusos que traz ao pescoço. Mahlke trava um combate desesperado pela sua integração, pela colmatação da brecha existencial entre «Gato» e «Rato», e acabará por, na vitória, falhar. É uma obra que através do choque de um adolescente com o meio hostil do liceu representa uma crítica à sociedade nacional-socialista dos tempos da guerra."

GÜNTER GRASS (n. em Danzig/Gdansk, Polónia, 1927) foi Prémio Nobel da Literatura, em 1999, tornando-se um dos autores alemães contemporâneos mais relevantes. Em 1959, o seu romance O Tambor dá-lhe notoriedade internacional, ao mesmo tempo que desencadeia nos meios alemães um aceso debate sobre a guerra e a herança nazi, foi mais tarde adaptado ao cinema vencendo o Óscar de melhor filme estrangeiro de 1979. Grass com uma escrita sensual e plena de humor, por vezes apelando à fantasia e ao delírio surrealista, é ainda autor de marcantes títulos publicados em Portugal pela Dom Quixote e Casa das Letras como O Gato e o RatoEscrever Depois De AuschwitzA Passo de CaranguejoEm Viagem de uma Alemanha à Outra, O Meu SéculoDescascando a CebolaA Caixa e O Pregado.
Ler mais
€ 14,90
Na compra do livro leve também o eBook por apenas € 2,49
Comprar

eBook
€ 7,99
Comprar
Ano de Edição / Impressão / 2007

Dimensões / 230 x 15 x 150 mm
ISBN / 9789724618463
Editora / CASA DAS LETRAS
Promoções Ativas: Oferta de portes CTT48
Autor
Günter Grass nasceu em Danzig (atual Gdansk), Polónia, a 16 de outubro de 1927, e morreu em Lübeck, Alemanha, a 13 de abril de 2015. E
scritor, poeta, dramaturgo, ensaísta e pintor, recebeu o Prémio Nobel da Literatura em 1999.
Em 1959, o seu romance O Tambor de Lata  dá-lhe notoriedade internacional, ao mesmo tempo que desencadeia nos meios alemães um aceso debate sobre a guerra e a herança nazi. Foi adaptado ao cinema pelo realizador Volker Schlöndorff, vencendo o Óscar de melhor filme estrangeiro de 1979. Os dois livros seguintes – O Gato e o Rato e O Cão de Hitler – completam a chamada «Trilogia de Danzig».
Günter Grass é ainda autor de obras como A Ratazana, Mau Agoiro, Uma Longa História, A Passo de Caranguejo, O Meu Século, O Pregado, a sua polémica biografia Descascando a Cebola, A Caixa e Em Viagem – De Uma Alemanha à Outra. Sobre a Finitude é o livro que contém os escritos, poemas e ilustrações que marcaram os seus últimos tempos de vida.